Sobre geladeiras explosivas e retrocessos tecnológicos “ambientalmente corretos”.

Thiago Maia Blog

Por: Geraldo Lina – Link original, clique aqui.

Aumentam as suspeitas de que o violento incêndio que destruiu o conjunto Grenfell Tower, em Londres, deixando dúzias de mortos e desaparecidos, teria sido iniciado pela explosão de uma geladeira. Evidentemente, outros fatores que estão sendo investigados proporcionaram o rápido e mortal alastramento das chamas, impedindo que muitos moradores pudessem deixar o prédio em tempo. Mas a possível causa inicial aponta para um tragicamente irônico retrocesso tecnológico que voltou a permitir explosões nesses eletrodomésticos de enorme utilidade, como ocorria com os seus primitivos antecessores, nas primeiras décadas do século passado. E a conta pode ser cobrada dos mentores do ambientalismo como instrumento político, responsáveis pela demonização e o banimento dos clorofluorcarbonos (CFCs), os eficientes e versáteis gases que proporcionaram a popularização da refrigeração doméstica, a partir da década de 1930.

Com o banimento dos CFCs, nos termos do aclamado Protocolo de Montreal…

Ver o post original 1.802 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s